Explore Patricia Cibele, Atlantic Forest and more!

Explore related topics

As briófitas são terrestres de ambientes úmidos, sombreados e quentes; algumas espécies vivem em água doce e não ocorrem no mar. No Brasil, um dos ambientes mais favoráveis para o crescimento dessa vegetação é a Mata Atlântica.

As briófitas são terrestres de ambientes úmidos, sombreados e quentes; algumas espécies vivem em água doce e não ocorrem no mar. No Brasil, um dos ambientes mais favoráveis para o crescimento dessa vegetação é a Mata Atlântica.

Filo Basidiomycota Conhecidos também como basidiomicetos, eles são os que produzem a estrutura sexuada chamada basídio, de onde deriva seu nome. Possui mais de 22.000 espécies e são mais conhecidos como orelhas-de-pau, cogumelos, carvões e ferrugens, sendo estes dois responsáveis por causar doenças em plantas. Algumas espécies são comestíveis, enquanto que outras são terminantemente venenosas, como é o caso do Agaricius (conhecido como champignon) e o Amanita Muscaria respectivamente.

Filo Basidiomycota Conhecidos também como basidiomicetos, eles são os que produzem a estrutura sexuada chamada basídio, de onde deriva seu nome. Possui mais de 22.000 espécies e são mais conhecidos como orelhas-de-pau, cogumelos, carvões e ferrugens, sendo estes dois responsáveis por causar doenças em plantas. Algumas espécies são comestíveis, enquanto que outras são terminantemente venenosas, como é o caso do Agaricius (conhecido como champignon) e o Amanita Muscaria respectivamente.

Os zigomicetos ou ficomicetos são os fungos que em geral são usados na confecção de molho de soja, hormônios como anticoncepcionais e anti-inflamatórios. Seu corpo de frutificação se constitui numa penugem de coloração branca cheia de pontos escuros que são os esporângios. Há mais de 1.000 espécies deste tipo de fungo e eles podem ser encontrados em quase toda a parte. O mais conhecido representante deste filo é o Rhizobux, que causam bolores em pães, doces e frutas.

Os zigomicetos ou ficomicetos são os fungos que em geral são usados na confecção de molho de soja, hormônios como anticoncepcionais e anti-inflamatórios. Seu corpo de frutificação se constitui numa penugem de coloração branca cheia de pontos escuros que são os esporângios. Há mais de 1.000 espécies deste tipo de fungo e eles podem ser encontrados em quase toda a parte. O mais conhecido representante deste filo é o Rhizobux, que causam bolores em pães, doces e frutas.

Os fungos são organismos eucarióticos cujos núcleos são dispersos em um micélio (conjunto de hifas) contínuos ou septados. Não possuem plastos ou pigmentos fotossintéticos e sua nutrição é obtida por absorção. Os fungos são popularmente conhecidos por bolores, mofos, fermentos, levedos, orelhas-de-pau, trufas e cogumelos-de-chapéu (champignon). É um grupo bastante numeroso, formado por cerca de 200.000 espécies espalhadas por praticamente qualquer tipo de ambiente.Postado por Patricia

Os fungos são organismos eucarióticos cujos núcleos são dispersos em um micélio (conjunto de hifas) contínuos ou septados. Não possuem plastos ou pigmentos fotossintéticos e sua nutrição é obtida por absorção. Os fungos são popularmente conhecidos por bolores, mofos, fermentos, levedos, orelhas-de-pau, trufas e cogumelos-de-chapéu (champignon). É um grupo bastante numeroso, formado por cerca de 200.000 espécies espalhadas por praticamente qualquer tipo de ambiente.Postado por Patricia

Flagelados - são os que "nadam" com auxílio de flagelos (longos filamentos que vibram e permitem a locomoção). Um exemplo de flagelado é a giardia.

Flagelados - são os que "nadam" com auxílio de flagelos (longos filamentos que vibram e permitem a locomoção). Um exemplo de flagelado é a giardia.

Anthocerotae É o grupo que apresenta o menor número de espécies, cerca de 300. São briófitas pequenas e com o gametófito em forma de roseta. Ocorrem em ambientes terrestres úmidos, sendo que um gênero, o Anthoceros, é muito abundante no Brasil.

Anthocerotae É o grupo que apresenta o menor número de espécies, cerca de 300. São briófitas pequenas e com o gametófito em forma de roseta. Ocorrem em ambientes terrestres úmidos, sendo que um gênero, o Anthoceros, é muito abundante no Brasil.

Briófitas Essas plantas não possuem raízes. Se prendem ao solo por meio de estruturas chamadas de rizóides, que absorvem os nutrientes. Também não possuem um verdadeiro caule. E sim uma haste denominada caulóide que não apresenta vasos condutores de seiva. Suas folhas são chamadas de filóides, são apenas estruturas achatadas do caulóide. Estas plantas não produzem flores.

Briófitas Essas plantas não possuem raízes. Se prendem ao solo por meio de estruturas chamadas de rizóides, que absorvem os nutrientes. Também não possuem um verdadeiro caule. E sim uma haste denominada caulóide que não apresenta vasos condutores de seiva. Suas folhas são chamadas de filóides, são apenas estruturas achatadas do caulóide. Estas plantas não produzem flores.

Briófitas-( MUSGOS) Os musgos possuem uma forma central que lembra um caule, do qual se desprendem pequenas folhas e que se prolonga em algumas estruturas denominadas rizomas. No entanto, apesar de possuírem estas estruturas, as briófitas absorvem a água diretamente da base sobre a qual crescem, ou, do próprio ar.

Briófitas-( MUSGOS) Os musgos possuem uma forma central que lembra um caule, do qual se desprendem pequenas folhas e que se prolonga em algumas estruturas denominadas rizomas. No entanto, apesar de possuírem estas estruturas, as briófitas absorvem a água diretamente da base sobre a qual crescem, ou, do próprio ar.

Características e tipos de fungos    Os fungos não possuem flores e se multiplicam por células muito pequenas. Estas células são chamadas espórios e se desenvolvem ao caírem em solo úmido, ambiente ideal para o crescimento de um novo fungo. Por não possuir clorofila, que é essencial para garantir a alimentação das plantas, esta forma de vida age como parasita, se alimentando da comida de outras formas de vida. Alguns tipos agem em seres humanos provocando várias doenças.

Características e tipos de fungos Os fungos não possuem flores e se multiplicam por células muito pequenas. Estas células são chamadas espórios e se desenvolvem ao caírem em solo úmido, ambiente ideal para o crescimento de um novo fungo. Por não possuir clorofila, que é essencial para garantir a alimentação das plantas, esta forma de vida age como parasita, se alimentando da comida de outras formas de vida. Alguns tipos agem em seres humanos provocando várias doenças.

Pinterest
Search